logo

16/2/2024 19:32

Ronaldo revoluciona equipe feminina do Cruzeiro e atinge final da Supercopa.

O time feminino do Cruzeiro alcança feito inédito na elite do futebol feminino brasileiro, sob a gestão de Ronaldo Fenômeno.

Ronaldo revoluciona equipe feminina do Cruzeiro e atinge final da Supercopa.

O time feminino do Cruzeiro tem superado as próprias marcas. Com o projeto lançado em 2019, muitas mudanças aconteceram para que a final da Supercopa do Brasil seja uma realidade. As Cabulosas, como foram apelidadas pelos torcedores, vão enfrentar o Corinthians, no próximo domingo, 10h30 (de Brasília), na Neo Química Arena, na primeira decisão na elite do futebol feminino brasileiro. + ? Clique aqui e siga o canal da torcida do Cruzeiro no WhatsApp! Mais notícias do Cruzeiro Quanto o Cruzeiro ganha com as negociações de Wesley e Thiago? Veja detalhes Escalação do Cruzeiro: Larcamón inicia fase de rodagem em meio a desfalques e vaga aberta na zaga A categoria feminina foi ativada no ano em que a CBF obrigou os clubes a terem um time formado por mulheres disputando campeonatos nacionais e estaduais. Ali surgia o Cruzeiro , que treinava no campo da PUC, universidade particular que fica em Belo Horizonte. O caminho começou na série A2 do Campeonato Brasileiro - segunda divisão da categoria. As Cabulosas conquistaram o acesso para a elite e foram vice-campeãs, perdendo o título para o São Paulo, por 1 a 0, em jogo único. No mesmo ano, a Raposa venceu o Campeonato Mineiro. Nos dois anos seguintes, o time figurou no 10º e 11º lugar do Brasileirão, escapando do rebaixamento. Os treinos foram mantidos fora da Toca da Raposa, e os jogos seguiram no Sesc Venda Nova. Dois meses antes da chegada de Ronaldo, houve até ameaça de greve. As edições do Mineiro foram vencidas pelo rival Atlético-MG. Era Ronaldo Em dezembro de 2021, Ronaldo Fenômeno comprou 90% dos ativos da SAF do Cruzeiro e passou a dirigir o clube. O projeto feminino passou por reformulação. Direção de futebol Em maio de 2022, Kin Saito chegou ao Cruzeiro como diretora do futebol feminino. Anteriormente, o projeto não tinha direção, mas era coordenado por Bárbara Fonseca, que permaneceu no clube durante as mudanças e trabalha ao lado da Kin. A nova direção foi instruída a colocar metas e tratar a categoria como "pilar estratégico" para futuro retorno futebolísticos e financeiros. A nova diretora já trabalhava para Ronaldo com o foco no futebol feminino. Em apresentação sobre o balanço, Kin afirmou que, quando chegou ao clube, tomou conhecimento de atrasos de salários, estrutura terceirizada e "negligências" das gestões anteriores. - O que a gente está fazendo nesse momento é construir a fundação do projeto. Todo esse tempo a gente trabalhou na estrutura do projeto. Estamos olhando de fato em como vamos estruturar tudo para ficarmos cada vez mais fortalecidos. Integração na Toca da Raposa e patrocínios Quando a nova gestão chegou ao Cruzeiro , as atletas não era inseridas nas estruturas da Toca da Raposa I e II. Durante o ano de 2023, o movimento foi cada vez maior para colocar as jogadoras utilizando campos, academia, refeitórios e vestiários do centro de treinamento do clube. Um campo sintético foi construído na Toca II para que a base masculina e o time feminino pudessem utilizar. - É uma questão de mentalidade. Infelizmente a gente vê clubes que só fazem pela obrigação. Por fim, existem várias formas de interpretar, o olhar do que foi imposto, se não, não iria desenvolver projetos, mas pode ter o olhar de que ali é um documento técnico com uma série de exigências estruturais, administrativas, esportivas, financeiras que estão dando um caminho para o clube ser melhor gerido - afirmou Kin Saito. Além disso, as atletas passaram a ter comissão técnica maior, contando com o acompanhamento de psicólogas, analistas de desempenho e fisiologistas. O time passou de oito profissionais em 2019, para 18 na atual temporada. Também foi neste ano que o clube conseguiu captar o primeiro patrocínio exclusivo para a categoria. Contratações de peso Após a reformulação na estrutura, que ainda está em processo, o ano de 2023 começou com o Cruzeiro impondo metas maiores para o elenco. O sonho era a classificação para os playoffs do Campeonato Brasileiro e voltar a levantar o troféu do estadual. Grandes nomes passaram a aceitar o convite do Cruzeiro . A maior referência é Byanca Brasil . A jogada é bicampeã da Libertadores e vencedora da Copa do Brasil. Jogou no Palmeiras, Corinthians e no exterior. Passou a ser utilizada pela coordenação como o grande rosto das Cabulosas para aproximação do torcedor. Além de Byanca, Carol Baiana também reforçou o elenco e a marca das Cabulosas. Jonas Urias foi outro nome que ajudou a colocar a Raposa no radar do futebol feminino. O atual comandante treinou a seleção brasileira feminina Sub-20 e conquistou o bronze no mundial da competição. Jonas está inserido no projeto profissional e na criação das categorias de base do time feminino. - É muito natural que cada atleta vai ter a sua motivação pra escolher qual camisa vai defender. Aqui a gente fala da palavra projeto e não são palavras vazias, mas tb tem um elemento após a vinda da atleta pro Cruzeiro , quando ela realmente entende o que a gente faz aqui e se for uma escolha dela sair ou não renovar com o clube, eu tenho certeza que ela vai com outro referencial de ser tratada com respeito ou ter as condições de trabalho que qualquer atleta de futebol deveria ter. Primeira final nacional da Era Ronaldo Desde 2019, o Cruzeiro não chegava a uma final nacional. A primeira, e única até o momento, tinha sido a final da Segunda Divisão do Brasileirão. Após mudanças, a Raposa conquistou a vaga para os playoffs do Brasileirão Série A1. Caiu para o Corinthians nas quartas de final, ano passado. Essa foi a melhor campanha de um time mineiro na elite da competição. - O Cruzeiro entende esse desejo de cada vez mais competitividade, e fazer o torcedor se sentir representado como consequências do que está construindo todo dia. O time também voltou a conquistar o Campeonato Mineiro. Venceu o Atlético-MG por 1 a 0, no Independência, ano passado. O Cruzeiro volta a jogar uma final, agora, na elite do futebol feminino brasileiro. É a primeira vez que as Cabulosas conquistam premiação em dinheiro na gestão Ronaldo. Caso fique com o vice da Supercopa, o time embolsa R$ 400 mil. Vencendo, fica com R$ 600 mil. Assista: tudo sobre o Cruzeiro no ge, na Globo e no Sportv

Ronaldo acompanha treino do time feminino do Cruzeiro — Foto: Gustavo Martins/Cruzeiro
Gustavo Martins/Cruzeiro
Kin Saito Cruzeiro — Foto: Gustavo Martins/ Divulgação/ Cruzeiro
Gustavo Martins/ Divulgação/ Cruzeiro
Cruzeiro comemora título do Campeonato Mineiro feminino de 2023 — Foto: Staff Images/Cruzeiro
Staff Images/Cruzeiro

1002 visitas - Fonte: -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Brasileiro

Sáb - 21:00 - Arena MRV -
X
Atletico-MG
Cruzeiro

Brasileiro

Qua - 20:00 - Governador Plácido Aderaldo Castelo
1 X 1
Fortaleza EC
Cruzeiro