logo

10/8/2022 12:54

Análise: Cruzeiro une qualidade, ousadia e sorte, merece vitória e coloca mais de um pé na Série A

Análise: Cruzeiro une qualidade, ousadia e sorte, merece vitória e coloca mais de um pé na Série A

Jogadores do Cruzeiro comemoram vitória de virada sobre o Londrina — Foto: Roberto Zacarias / Staff Images / CruzeiroA

vitória de virada do Cruzeiro por 2 a 1 sobre o Londrina foi aquela que deixou o torcedor com dificuldades para dormir. Não por preocupação, mas pelo agito do resultado ser alcançado no apagar das luzes. Vitória com componente emocional forte, mas que premia a ousadia e a qualidade do trabalho. A sorte, nesses casos, acaba andando junto.



O Cruzeiro teve uma postura bem diferente em relação a cinco dos seis jogos que ficou sem vencer fora de casa (contanto o duelo com o Fluminense na Copa do Brasil), quando não conseguiu se impor nem no aspecto físico, faltando com a intensidade que marca o trabalho de Pezzolano. A exceção nessa sequência foi o duelo com o Vasco.

Paulo Pezzolano manteve o time titular pelo segundo jogo seguido, o que ainda não tinha feito no ano. Ainda que houvesse preocupação com a parte física, em função da rotina pesada dos quatro últimos dias, o Cruzeiro entrou em campo disposto a impor seu estilo de jogo.

É verdade que teve, no primeiro tempo, uma atuação muito voltada para o lado esquerdo ofensivo. Bidu era presença constante no ataque, mas tinha poucas opções para tramar as jogadas. Chay era quem encostava, mas pouco produzia. Foi bem marcado e, quando tinha liberdade, não conseguia bom acabamento para as jogadas.

Bruno Rodrigues ficou “esquecido” na direita e foi bem menos acionado do que deveria. Foi dele a escorada para finalização defendida de Daniel Junior, na única chance do time. Ainda que não tenha conseguido empilhar chances, também não as oferecia ao adversário.

O Londrina tinha uma transição rápida, com Caprini, Coutinho e Felipe Vieira, bem marcados pelo trio de zaga. Único susto real foi em cobrança de falta no travessão.

O segundo tempo teve o mesmo enredo. O jogo acontecia majoritariamente no campo do Londrina, e o gol de Mandaca nasceu de um erro fortuito de Rafael Cabral. O Cruzeiro já tinha presença maior no ataque, desde o início, mas mudou a forma de estar no campo adversário, após o gol.

Como Adilson Batista passou a ter três zagueiros e três volantes em campo, o Cruzeiro se lançou ao ataque de forma mais aguda. Com poucas opções ofensivas no banco, Pezzolano usou Bidu como ponta pela direita, inverteu o lado de Bruno Rodrigues e preencheu a área com Rodolfo, Luvannor e Edu.

Bruno Rodrigues cresceu, e o jogo por dentro também começou a aparecer mais, principalmente com Luvannor e Rodolfo. O primeiro gol aconteceu com a sorte pelo erro grotesco de Saimon, mas nasceu da pressão do time que àquela altura jogava tão somente no terço final de campo, e de um escanteio com movimentação treinada de Rodolfo na primeira trave.

A virada foi construída. Em vez de jogar a bola na área de qualquer maneira, o time girou com paciência (correndo até risco de terminar a partida) até dar a bola para quem é melhor para desmanchar defesas fechadas: Bruno Rodrigues. Com velocidade e drible, colocou a bola na área, e o gol coroou Luvannor (dono da assistência), Rodolfo (homem do gol) e Pezzolano (pela estratégia).



O que fica de maior lição da partida é que Bruno Rodrigues é muito mais eficiente pela esquerda, ainda que possa cumprir bem o papel pela direita na ausência de alas. O Cruzeiro flertou com a derrota no Estádio do Café. Buscou um empate que seria comemorado. Mas saiu com vitória merecida e que deixa o time com mais de um pé na Série A. O que pode tirar o sono do torcedor, hoje, é apenas a ansiedade pelo acesso, a ser resolvido muito em breve.

342 visitas - Fonte: globoesporte




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Mineiro

Dom - 18:00 - Mineirão - Globo,Sportv
Atlético MG
Cruzeiro

Último jogo - Brasileiro

Qui - 19:15 - Arena do Grêmio
Grêmio
2 0
Cruzeiro
Untitled Document
Classificação
1 Flamengo
2 Internacional
3 Atletico-MG
4 São Paulo
5 Fluminense
6 Grêmio
7 Palmeiras
8 Santos
9 Atletico Paranaense
10 Bragantino
11 Ceará
12 Corinthians
13 Atletico Goianiense
14 Bahia
15 Sport Recife
16 Fortaleza EC
17 Vasco Da Gama
18 Goiás
19 Coritiba
20 Botafogo
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
71 38 21 8 9 68 48 20 VEVVD
70 38 20 10 8 61 35 26 EDVDE
68 38 20 8 10 64 45 19 DEEVV
66 38 18 12 8 59 41 18 EVEDV
64 38 18 10 10 55 42 13 VEVEV
59 38 14 17 7 53 40 13 EVDVD
58 38 15 13 10 51 37 14 VDEED
54 38 14 12 12 52 51 1 EVVED
53 38 15 8 15 38 36 2 EEVDV
53 38 13 14 11 50 40 10 VEEEV
52 38 14 10 14 54 51 3 DEDVV
51 38 13 12 13 45 45 0 EDDEE
50 38 12 14 12 40 45 -5 DEDEV
44 38 12 8 18 48 59 -11 DEEVV
42 38 12 6 20 31 50 -19 VVEDD
41 38 10 11 17 34 44 -10 VVDDD
41 38 10 11 17 37 56 -19 DDDEV
37 38 9 10 19 41 63 -22 VEVED
31 38 7 10 21 31 54 -23 DDVDD
27 38 5 12 21 32 62 -30 DDDVD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota